A manchete do número anterior de Marxismo Vivo perguntava: Iraque: um NOVO Vietna para os Estados Unidos? Em outras palavras: a principal potência econômica e militar do planeta será novamente derrotada pelas massas de um país do Terceiro Mundo? Nos meses transcorridos desde a última edição...

Entregamos ao leitor uma revista Marxismo Vivo especial: quase totalmente dedicada à revolução boliviana de outubro de 2003. A este tema só agregamos uma análise do momento atual da resistència iraquiana e a segunda parte do artigo de James Petras sobre o governo de Lula...

Vários leitores de diversos países nos enviaram uma crítica: "Muitos operários, e outros que não são operários, têm dificuldades para entender determinados artigos de Marxismo Vivo". Isto nos preocupa, especialmente neste número, dedicado à guerra do Afeganistão. Nos preocupa porque a guerra é um acontecimento que...

O projeto norte-americano do ALCA, assim como as recentes manifestações contra ele em Buenos Aires ou Quebec, as brutais agressões sionistas ao povo palestino, assim como a heróica Intifada, são expressões Categóricas de um mundo cada vez mais convulsionado. Essa situação alenta e empurra obrigatoriamente milhares...

Na apresentação do primeiro número de Marxismo tivo diziamos que a partir das revoluções do Leste iniciara-se um amplo de bate sobre inúmeras questões. Quatro meses apenas do lançamento da revista, c a situação mundial se mostra rica em fatos que geram e exigem novas conclusões...

Por que lançar a revista Marxismo Vivo? Depois das revoluções do Leste europeu se desatou um debate entre milhares de lutadores no mundo inteiro No início era um debate restrito à organizações e os meios acadêmicos. Mas hoje esse debate penetra, profundamente, na revolução equatoriana,...